Artículos Sobre Fidel

Artigos

Quando Fidel e sua brava tropa de homens barbudos, bronzeados na guerra contra as tropas da ditadura, invadiram as instalações de Columbia, em 8 de janeiro de 1959, um estágio árduo da ação de libertação nacional culminou e um capítulo esperançoso e inédito da história nacional começava.
 

Artigos | 17/12/2019 |

44 anos se passaram, mas parece que foi ontem. O renovado teatro Karl Marx parecia brilhar na multidão de sorrisos de homens e mulheres, porque em poucos minutos o 1º Congresso do Partido Comunista de Cuba começaria. Sentados e com todos os delegados e convidados, a espera foi tensa de emoção, quando uma mola colocou todos em pé no meio de uma ovação fechada, quando os líderes históricos da Revolução entraram, com Fidel Castro na frente,...

Artigos | 19/12/2019 |

«O Gana está profundamente interessado em fortalecer as relações com Cuba», disse Napoleon Abdulai, embaixador do país africano em Havana, por ocasião do 60º aniversário do estabelecimento de laços diplomáticos bilaterais em 23 de dezembro.
 

Artigos | 22/11/2019 |

Nossa América vive dias intensos. Não há razão nem tempo para desânimo. Os povos do continente abriram as grandes alamedas da sua emancipação, e o imperialismo não pode fechá-las
 

Artigos | 25/11/2019 |

Fidel sobrevive. Ninguém duvida. Na continuidade do processo, em sua renovação constante e incontrolável, nas novas iniciativas implantadas, na invariável solidariedade com as causas mais nobres, no incansável trabalho de tornar o socialismo uma certa possibilidade
 

Artigos | 25/11/2019 |

Não há razão nem tempo para desânimo. Os povos do continente abriram as grandes alamedas da sua emancipação, e o imperialismo não pode fechá-las. Bolívar, Martí, Sandino, apontaram o caminho para a unidade. «Quanto tempo permaneceremos na letargia»?, perguntou Fidel em 1959, durante sua visita a Caracas. «Por quanto tempo seremos peças indefesas de um continente cujo libertador o concebeu como algo mais digno, maior?

Artigos | 25/11/2019 |

ELE teria explodido de indignação com o ataque da oligarquia e dos militares contra o processo de mudança na Bolívia iniciado por Evo Morales, acompanharia diariamente o pulso popular que enfrenta os ditames neoliberais no Chile, país que visitou de norte a sul em tempos de Salvador Allende, e compartilharia a verticalidade da grande maioria dos venezuelanos, sob a liderança de Nicolás Maduro e sob a inspiração de seu querido amigo Hugo...