Citas

“Os povos pensam que o único incompatível com o destino da América Latina é a miséria, a exploração feudal, o analfabetismo, os salários de fome, o desemprego, a política de repressão contra as massas operárias, camponesas e estudantis, a discriminação da mulher, do negro, do indígena, do mestiço, a opressão das oligarquias, a pilhagem das suas riquezas pelos monopólios ianques, a asfixia moral dos seus intelectuais e artistas, a ruína dos seus pequenos produtores pela concorrência estrangeira, o subdesenvolvimento econômico, os povoados sem estradas, sem hospitais, sem moradias, sem escolas, sem indústrias, a submissão ao imperialismo, a renúncia à soberania nacional e a traição à pátria”.

Referência ao texto original: Discurso na Segunda Assembleia Nacional do Povo de Cuba, realizada na Praça da Revolução, a 4 de fevereiro de 1962
"A sociedade socialista não dispõe daqueles meios coercitivos, entre os quais o primeiro de todos era o desemprego, a fome e as terríveis consequências para o trabalhador que não cumpria as obrigações que lhe impunha o capitalista. Não pode constituir-se um dirigente no lugar e grau de uma empresa capitalista, de uma companhia ianque. A Revolução não pode lançar mão de métodos coercitivos."
Referência ao texto original: Discurso proferido no ato para dar início à etapa em massa da safra dos 10 Milhões de Toneladas, Teatro Chaplin, Havana, 27 de outubro de 1969.
"O nosso mundo não só é ameaçado pelas crises económicas cíclicas cada vez mais graves e frequentes. O desemprego, a ruína e as perdas fabulosas de bens e riquezas, são companheiros inseparáveis das leis cegas do mercado que regem hoje a economia mundial."
Referência ao texto original: UMA PERGUNTA SEM RESPOSTA , Maio 6 de 2009.