Citas

“Reafirmo minha convicção de que Cuba marchará adiante, de que Cuba tem um grande destino e tem um grande povo que merece as glórias que está ganhando com seu heroísmo na guerra, com sua virtude na paz, e com o valor que voltará a demonstrar mil vezes se mil vezes necessário for empunhar as armas de novo”.

Referência ao texto original: Discurso na Avenida Garzón de Santiago de Cuba, 30 de novembro de 1959

“O nosso povo poderá ser banido da face da Terra, o que não poderão fazer jamais é vencê-lo; porque o nosso povo com a sua razão, com o seu heroísmo, com sua dignidade, com sua vergonha e com sua grandeza é um povo invencível, e é um povo que tem que ser respeitado.”

Referência ao texto original: Discurso proferido durante o ato de entrega da Quinta Delegacia da Polícia ao Ministério de Educação para transformá-la em uma Escola. 11 de janeiro de 1960.

"Nós somos simplesmente um povo que tem sabido ficar ao nível do momento no qualvive, um povo que tem sabido ficar ao nível da obra que realiza, e um povo que quando foi necessáriopode sacar de sí próprio o que tinha de heroico, tudo aquilo que tinha de tenaz , tudo aquilo que tinha de valente, tudo o que tinha de nobre, tudo o que tinha de bom para poderem resistir todos os perigos e para encararem todas as eventualidades".

Referência ao texto original: Discurso no aro celerado perante o Palácio Presidencial para receber aos milicianos que se achavam nas trincheiras, 20 de Janeiro de 1961.
“E nossa Revolução é um desses acontecimentos que fará história; e do povo que está fazendo a revolução, e da geração que está fazendo a revolução, falarão amanhã com admiração as gerações vindouras de Cuba, de América e do Mundo inteiro”.
Referência ao texto original: Discurso no ato de recordação aos Heróis do Assalto ao Palácio Presidencial a 13 de março de 1957. 13 de março de 1961

“Se detrás da pátria soberana, se detrás da bandeira livre, se detrás da Revolução redentora não houvesse um povo firme e heróico como este, a pátria nem seria livre nem a bandeira seria soberana, nem a Revolução marcharia à frente com a firmeza inquebrantável com que marcha”.

Referência ao texto original: Discurso en la segunda asamblea nacional del pueblo de Cuba, celebrada en la Plaza de la Revolución
“…Quando dizemos que estamos dispostos a derramar nosso sangue em favor do Vietnã não estamos dizendo nada extraordinário, porque o povo do Vietnã não tem oferecido derramar seu sangue por nós nem por outros povos, mas sim tem derramado seu sangue por nós e por outros povos!”   
Referência ao texto original: Discurso proferido no ato de solidariedade com o Vietnã do Sul, realizado na Praça da Revolução, 3 de Junho de 1969
“E que útil é esquadrinhar na história extraordinária de nosso povo! Quantos ensinamentos, quantas lições, quantos exemplos, que fonte inesgotável de heroísmo! Porque nenhum povo neste continente lutou mais por sua liberdade que o povo cubano.”
Referência ao texto original: Discurso no ato solene pelo Centenário da morte em Combate do Major General Ignacio Agramonte Loynaz, Camagüey, 11 de maio de 1973