Citas

“[…] quão grande é nosso povo, quão invencível é uma idéia justa, quão importante é acreditar no homem, quão belo é lutar por grandes ideais, quanta luz e felicidade pode emanar de uma pequena criança inocente para obsequiar ao povo que esteve disposto a morrer por um de seus mais tenros filhos!”
Referência ao texto original: Discurso proferido ao condecorar Juan Miguel González com a Ordem Carlos Manuel de Céspedes, 5 de julho de 2000

“Em toda parte haverá pessoas que sempre se arriscarão a perder a vida para emigrar ilegalmente, mas o que nunca terá justificação é que sejam estimuladas a fazê-lo. Tal fato constitui um crime de lesa-humanidade, um abominável desprezo pela vida humana”.

Referência ao texto original: Discurso do Presidente da República de Cuba, Fidel Castro Ruz,na Tribuna Antiimperialista "José "Martí", em 27 de novembro de 2001

"Nós temos oferecido nossa sincera cooperação na luta contra o tráfico de drogas, o tráfico de pessoas ou qualquer outra forma de crime internacional. Por pura arrogância política, esta cooperação tem sido rechaçada ou limitada a um mínimo".

Referência ao texto original: Discurso na Tribuna Antiimperialista "José Martí", 27 de novembro de 2001

"La Ley de Ajuste será, para los que aspiren a emigrar de una u otra forma, un importante e irrebatible argumento moral. En todas partes habrá personas que siempre se arriesgarán a perder la vida para emigrar ilegalmente, pero lo que nunca tendrá justificación es que se les estimule a hacerlo. Tal hecho constituye un crimen de lesa humanidad, un abominable desprecio por la vida humana".

Referência ao texto original: Discurso na Tribuna Antiimperialista "José Martí", 27 de novembro de 2001

"A Lei de Ajuste Cubano não apenas constitui uma lei assassina, mas também uma lei terrorista, de um terrorismo da pior espécie, que mata conscientemente e sem o menor remorso a crianças inocentes".

Referência ao texto original: Discurso na Tribuna Antiimperialista "José Martí", 27 de novembro de 2001