Citas

“Os povos pensam que o único incompatível com o destino da América Latina é a miséria, a exploração feudal, o analfabetismo, os salários de fome, o desemprego, a política de repressão contra as massas operárias, camponesas e estudantis, a discriminação da mulher, do negro, do indígena, do mestiço, a opressão das oligarquias, a pilhagem das suas riquezas pelos monopólios ianques, a asfixia moral dos seus intelectuais e artistas, a ruína dos seus pequenos produtores pela concorrência estrangeira, o subdesenvolvimento econômico, os povoados sem estradas, sem hospitais, sem moradias, sem escolas, sem indústrias, a submissão ao imperialismo, a renúncia à soberania nacional e a traição à pátria”.

Referência ao texto original: Discurso na Segunda Assembleia Nacional do Povo de Cuba, realizada na Praça da Revolução, a 4 de fevereiro de 1962
"A discriminação por razões de raça ou de sexo não podia desaparecer de nenhuma maneira dentro de uma sociedade de classes, dentro de uma sociedade de exploradores e explorados; os problemas da discriminação por razões de raça e de sexo têm desaparecido em nosso país, porque desapareceu a base dessas duas discriminações que é, simplesmente, a exploração do homem pelo homem."
Referência ao texto original: Discurso proferido no encerramento da 5ª Plenária Nacional da FMC, Estádio Sandino de Santa Clara, Las Villas, 9 de setembro de 1966
"O que fez esta Revolução pelos direitos humanos se demonstra no fato de ter posto fim a toda forma de discriminação, tão nojenta, tão injusta como a que existia em nosso país, por questões de cor da pele; discriminação por questões de sexo e outras similares."
Referência ao texto original: Discurso proferido no ato pelo dia do construtor, celebrado na usina três de PPG, Cidade da Havana, 5 de dezembro de 1992.

“Tenho a mais firme convicção de que a atual ordem econômica imposta pelos países ricos não só é cruel, injusta, desumana, oposta ao curso inevitável da história, mas também portadora de uma conceição racista do mundo, como as que em seu tempo inspiraram na Europa o nazismo dos holocaustos e dos campos de concentração que hoje no Terceiro Mundo chamam de centros de refugiados, e que realmente são concentrados pela pobreza, a fome e a violência; as mesmas conceições racistas que na África inspiraram o monstruoso sistema do apartheid.”

Referência ao texto original: Discurso proferido pelo Comandante-em-Chefe Fidel Castro Ruz, Primeiro Secretário do Comité Central do Partido Comunista de Cuba e Presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, na sessão de encerramento da Cimeira Sul, Palácio das Convenções, Havana,

“O racismo, a discriminação racial e a xenofobia são um fenômeno social, cultural e político, não um instinto natural dos seres humanos; são filhos diretos das guerras, das conquistas militares, da escravização e da exploração individual ou coletiva dos mais fracos pelos mais poderosos ao longo da história das sociedades humanas.”
 

Referência ao texto original: Presidente da República de Cuba na Sessão Plenária da Conferência Mundial contra o racismo, a discriminação racial, a xenofobia, 1 de Setembro de 2001
“Esta, poderia se dizer, com razão, que foi o berço da libertação da África do Sul; mas um dia será como o berço da dignidade de toda África. Isto não quer dizer que a África não lutou, que não tenha milhares e dezenas de milhares de atos heróicos, mas aqui ficava o recinto mais doloroso de um sistema de escravatura e de injustiça...”
Referência ao texto original: Visita o Memorial “Héctor Peterson”, pela chacina de Soweto, na África do Sul.