“Vamos estabelecer um sistema de vigilância coletiva, vamos estabelecer um sistema de vigilância revolucionária coletiva![…] e para que vejam que quando o povo todo se organiza, não há imperialista, nem lacaio dos imperialistas, nem vendido aos imperialistas, nem instrumento dos imperialistas que possa movimentar-se”.

Discurso a sua chegada da ONU, na concentração frente ao Palácio, 28 de setembro de 1960